Devaneios de §selena§


28/08/2008


 

Inteiramente sua

 

Como explicar a saudade de algo que não vivemos?

Como traduzir o gosto de um beijo que nunca foi beijado?

Como entender sentir-me propriedade de alguém que não me tem?

Perguntas tolas?

Talvez!

Talvez seja um reencontro de almas,

Ou quem sabe uma tolice de minha mente,

Mas me sinto tão sua,

Tão inteiramente sua

Que qdo não o vejo me sinto vazia

Perdida

Sem chão

Queria poder explicar essa entrega tão sem limites

Esse sentimento que me toma inteira

Que me faz baixar a cabeça

Dobrar os joelhos

E simplesmente me dar sem que seja pedido.

Sentir-me uma criança tola em sua presença

Perder a noção de tempo e espaço

E adorá-lo como se fosse um Deus

O mais humano dos Deuses!

 

§selena§

 

Escrito por §selena luar§ às 19h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

19/02/2008


Amanheceu

 

E nasce o sol de um novo dia!

Reluto a acordar,

Não quero acordar...

Mas não tem jeito...

A claridade me faz despertar

É o termino dos sonhos noturnos

Aqueles que me levam a ti.

Acordo

E as lágrimas de imediato banham meus olhos.

Procuro pelo meu Anjo...

Ele se foi

Amanheceu, acordei...

Meu sonho lindo se desfez.

Meu Anjo de Asas reluzentes se foi com a noite...

Levou consigo a esperança,

e deixou apenas o vazio dos sonhos que não se realizam.

Já não posso mais voar em seus braços pelo céu,

Já não posso sentir suas Asas me envolvendo.

Deixou apenas o seu gosto em minhas lágrimas

E sua imagem em minha mente.

Minh’alma chora, triste por estar livre novamente.

O que fazer com essa liberdade que me aprisiona dentro de mim mesma?

É como estar no meio de um deserto sem saber para onde ir,

Perdida, sem rumo, sem norte.

Arrastando minhas correntes pela areia

Feito fantasma que vaga no limbo.

Só trago comigo as lembranças desse sonho,

Que jamais irá ser realidade, 

mas que por um breve momento me fez viva novamente.

Que por um breve instante

Fez-me deixar de ser sombra, pra voltar a ser mulher.

Em meu coração, eternamente levarei esse amor,

E sempre que anoitecer,

fecharei os olhos e lembrarei do meu Anjo de Asas Negras como a noite,

olhar de estrelas e sorriso de luar.

 

§selena§

 

 

Escrito por §selena luar§ às 11h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/01/2008


 

Sonho

 

 

Esta noite tive um sonho!

Sonhei com um lindo Anjo, de Asas Negras como a noite,

Trazia no olhar o brilho das estrelas,

E no sorriso, a paz do Luar...

De seu coração brotava um brilho tão intenso que iluminava tudo por onde passava

Esse anjo veio até mim

E diante de tanto esplendor, ajoelhei-me...

Ele levantou-me e me tomou em seus braços,

E me senti pequena, leve.

Livre

Ele me envolveu com suas Asas

E quanto mais elas me envolviam maior era a liberdade que sentia em minha alma,

E então chorei

Chorei toda a dor que tinha guardado dentro do peito

Ele enxugou minhas lágrimas com seus beijos

Levou-me com ele pela noite

E eu não tinha medo

Estava segura

Pois sabia que estava de volta ao meu lugar

Protegida por suas lindas Asas,

De onde em algum espaço da vida me deixei perder

E fui feliz, no meu sonho...

Feliz como jamais ousei ser

Feliz como jamais pude ser

O dia amanheceu...

Acordei...

Mas em minha mente sempre estará a lembrança desse sonho,

E não serei mais sozinha

Pois sei que pertenço a esse Anjo

E, em meu coração Ele sempre estará presente.

 

Escrito por §selena luar§ às 18h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

24/01/2008


Te Amo!

 

Ah! Se pudesses ver meu coração!

Se pudesses enxergar o mais íntimo do meu ser...

Poderias saber o quanto te amo!

Te amo como a noite ama as estrelas que a enfeitam,

Como o dia ama o Sol que o aquece,

Te amo como a terra ama a chuva que a torna fértil,

Como as árvores amam o vento que as acaricia,

Te amo como a areia ama o mar que a beija através das ondas;

Te amo!!!

E tanto tanto

Que a simples visão do teu nome faz meus lábios se abrirem em imenso sorriso.

Um amor tão intenso que pulsa em cada pequena artéria do meu corpo fazendo meu sangue arder de desejo.

Uma entrega tamanha que meus joelhos se dobram diante de ti,

Meus olhos baixam diante do teu olhar.

Esse amor me trouxe de volta à vida.

És o meu céu mais azul e o meu inferno mais tenebroso,

És a canção que a brisa da noite me traz e me faz sonhar.

És o Senhor de minha alma.pela eternidade.

És o Anjo de asas negras que me leva pela noite em busca da ilusão.

És minha vida!

 

 

 

 

Escrito por §selena luar§ às 18h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/01/2008


 

Amarte asi

Amarte asi
Es vivir un sueno eterno junto a ti
Es confiarle al universo
este milagro de sentir
Amarte asi

Amarte asi
entregandome al destino
que elegi
y que estes en mi camino
y yo en el tuyo y compartir
Amarte asi

Asi
hasta morir
Hasta el fondo de mi alma
amarte asi
asi
hasta morir
ni la eternidad me alcanza
Para agradecer que hoy puedo
amarte asi

Amarte asi
es sentir
que el infinito late en mi
y es testigo de este inmenso
amor que hoy siento para ti
amarte asi

Asi
hasta morir
hasta el fin de la esperanza
amarte asi
Asi
Hasta morir
ni la eternidad me alcanza
para agradecer que hoy puedo amarte...
hasta fundirme en este amor
hasta llenarte el corazon
amarte asi
Ohh

Amarte asi...

Amar-te Assim

Amar-te assim

É viver um sonho eterno junto a ti

É confiar-te ao universo

Este milagre de sentir

Amar-te assim

 

Amar-te assim

Entregando-me ao destino

Que escolhi

E que estás em meu caminho

E eu no teu e dividir

Amar-te assim

 

Assim

Até morrer

Até o fundo de minha alma

Amar-te assim

Assim

Até morrer

Nem a eternidade me alcança

para agradecer que hoje posso

Amar-te assim

 

Amar-te assim

É sentir

Que o infinito bate em mim

E é testemunho deste imenso

Amor que hoje sinto por ti

Amar-te assim

 

Assim

Até morrer

Até o fim da esperança

Amar-te assim

Assim

Até morrer

Nem a eternidade me alcança

Para agradecer que hoje posso amar-te

Até fundir-me neste amor

Até encher-te o coração

Amar-te assim

Ohh

 

Amar-te assim

 

 

Escrito por §selena luar§ às 21h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

Hoje quero falar do meu amor...
Do amor que me impulsiona,
Que me faz viva
e querer viver.
Amar-te foi o maior presente
Que os Deuses poderiam me dar...
Amar-te é como uma noite de luar,
É ver o céu cheio de estrelas...
É sentir tuas mão me afagando
Quando o vento toca meu rosto...
É sentir meu corpo queimar de desejo
Quando o sol aquece minha pele...
É te pertencer mesmo estando longe,
É te servir no pensamento...
É ser tua escrava...
Mesmo sem o ser...
Amar-te é voar pelo céu nas asas de um anjo
E descer ao inferno por tuas mãos...
É saber-te mesmo sem ver-te
É Te ouvir no silêncio...
Amar-te é chorar todos os dias por ti,
para poder sentir teu gosto em minhas lágrimas...
Amar-te, Senhor de minha alma,
é simplesmente viver por TI...
§selena§

Escrito por §selena luar§ às 20h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

04/01/2008


 

 

Oração

Mãe Lua que brilha no céu,
E que com seu esplendor ilumina a noite escura
Ajudai-me!
Dai-me coragem de abrir meu coração,
e confessar a esse homem o quanto lhe pertenço.
Senhora dos Anjos da Noite
Dai-me a lucidez de dizer a Ele todo o amor que sinto,
Da sinceridade com que minha alma se deu a Ele,
E que por mais que eu tentasse fugir, estou presa a Ele pelos laços do coração.
Grande Mãe, que do céu a tudo observas
Fazei-me transparente diante dEle,
Para que Ele possa ver no mais íntimo do meu ser
a intensidade de minha entrega...
Que Ele não veja meu corpo, e sim minha alma ajoelhada a seus pés,
Que Ele possa ver em meus olhos toda sinceridade com que o amo, mesmo de longe...
Que Ele possa entender, que hoje posso dizer com certeza que abriria mão da eternidade para poder tocá-lo,
Que eu abriria mão de tudo por Ele,
Que minha mente não tem outro pensamento senão servi-lo, mimá-lo, fazê-lo feliz...
Senhora e Mãe amada
E se depois de tudo, me for negada a dádiva de ser aceita por Ele,
Dè-me forças para me afastar serenamente.
E que assim seja e que assim se faça!

 

 

 

Escrito por §selena luar§ às 21h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

02/01/2008


 

De tanto amor


E mais uma noite se passou
Em que meus olhos abertos se perdem no vazio da escuridão...
Minh'alma sufocada em meu peito, insiste na esperança que um dia a chames de volta a seus pés, pois ela sabe que alí é seu lugar...
Que ingênua essa minha alma!
Tão ingênua qto meu coração, que continua a te amar, mesmo sabendo que não é correspondido...
Pq tenho que ser tão tua?
Tão inteiramente tua...
Tão intensamente tua...
Pq não consigo me libertar?
Pq meus olhos insistem em te olhar com tanta adoração?
Que poder é esse que exerces sobre mim?
E pq?
Tantas perguntas sem respostas...
E eu assim perdida, como nunca estive antes...
Tentando me afastar sem conseguir,
Lutando contra um sentimento que insiste em permanecer vivo,
Aceso
Latente
Sentimento que a si mesmo contradiz,
Pois se me faz sentir viva, cheia de desejos e sonhos,
Tb me mata aos poucos, já que cresce a cada dia me sufocando por não poder entregá-lo a ti...
Sinto-me tão frágil, tão sozinha, impotente diante de tanto amor...
É como se estivesse tentando sobreviver em meio a um deserto escaldante,
Vencida pelo cansaço, me rendo a esse deserto, e me entrego a meu destino...
Seja ele qual for...
§selena§

"Me perdi de tanto amor, ninguém podia amar assim e eu amei, e devo confessar aí foi que eu errei"
 

 

 

 

Escrito por §selena luar§ às 15h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

27/12/2007


 

E eis que retorna minh'alma
Enfim percebeu que de nada adianta se entregar a quem não a deseja...
Regressa triste, mas em paz...
Chora, mas não se desespera...
Pranteia apenas o que podia ter sido e não foi...
Mas estamos em paz, eu e ela,
Seguimos nosso caminho,
Sozinhas, porém, com a tranquilidade de quem já conhece o caminho,
De quem já o percorreu antes e sabe o que tem pela frente,
Não há mais venda nos olhos,
Não há mais a esperança da mão que guia,
Mas podemos ver o caminho.
Eu e minha alma,
É engraçado como nos iludimos as vezes, nossa mente é capaz de sonhar com coisas que nunca existiram a não ser dentro dela...
Nosso coração, qtas vezes perde o ritmo em vão?
Por conta de nossos devaneios...
E ainda por conta deles, nos machucamos a nós mesmos.
A mulher é bicho esquisito, como diz Rita Lee,
Mas tb somos fortes, sempre nos refazemos, juntamos os cacos e colamos um por um, ficam marcas claro!
Marcas que nos acompanham pela vida e que nos servem de lembretes do qto somos capazes de renascer.
Alguém, em algum lugar me disse que sou uma Fênix, sempre renascendo das cinzas, mas as marcas. ah! as marcas, elas estão lá, em cada renascimento. E funcionam como um grito de alerta a cada vez que nos entregamos aos sonhos.
Pois é, a vida continua...
E eu e minha alma continuamos tb, com nossas marcas, nossos gritos, nossos fantasmas.
Carregamos tudo na bagagem, fica pesado as vezes, mas somos fortes, paramos, respiramos, e seguimos nossa viagem, quem sabe por um desses caminhos da vida, um dia, possamos olhar para trás sem lágrimas nos olhos, sem dor...
§selena§

Escrito por §selena luar§ às 21h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/12/2007


Alma

Sozinha em meu quarto,
procuro tua voz no silêncio da noite.
Sinto o afago da brisa noturna no meu rosto.
a sussurar em meu ouvido,
palavras que queria ouvir de ti...
Fecho os olhos marejados e meu pensamento voa pela noite escura, em busca do Dono e Senhor de minha alma.
Essa alma, que de tão entregue, já nao vive mais em mim...
Vive a teus pés a espera de um afago teu,
De um olhar, de um beijo doce...
Essa alma que espera paciente pelo dia em que será liberta das amarras da liberdade vã...
Essa alma que te observa em todos os teus gestos,
Que sorri teu sorriso, que sente tuas dores,
Que simplesmente te ama, sem nada pedir a não ser que a deixes te servir assim, de longe...
Essa alma, que de bom grado se afastaria de ti, se fosse para tua felicidade...
Pois é só isso que importa a ela...te saber feliz
E ao que resta de mim só cabe o vazio de viver assim
A espera do que minha alma me trará...

§selena§

 

Escrito por §selena luar§ às 19h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Devaneios

"O terceiro me chegou como quem chega do nada, ele não me trouxe nada, também nada perguntou; não sei como ele se chama, mas entendo o que ele quer, se deitou na minha cama e me chama de mulher; foi chegando sorrateiro e antes que eu dissesse não, se instalou feito um posseiro dentro do meu coração"E foi assim que entraste em minha vida,Te instalaste em meu coração sem pedir licença. Tomaste minha alma para ti, como quem tem certeza de tomar o que já te pertencia.Brincas com minha mente e meus sentimentos com a propriedade de uma criança que conhece seu brinquedo melhor que ninguém.E eu, tola, me entrego ao teu encanto, me deixando levar por caminhos desconhecidos.Não sei onde me levas, simplesmente fechei os olhos e deixo-me guiar por ti.Não vejo mais nada a meu redor, só ouço tua voz me dizendo...VEME eu vou...Não importa para onde, não interessa o que vou encontrar, se estiveres a meu lado, segurando minha mão, nada importa...Não me preocupo com as pedras que me farão tropeçar, se tiver a certeza que no final terei teu abraço a me confortar...Que louca sou!!!Me deixando levar por devaneios!Sonhando com algo tão distante, inconstante, inconsistente...Mas o que fazer se meu coração clama por esse sonho?Se meus lábios se abrem em sorrisos somente com a menção do teu nome?Como me desvencilhar de tamanho sentimento, que preenche todos os meus espaços?Soube que seria assim desde o primeiro momento em que te encontrei...Algo dentro de mim, me avisou para fugir, e eu tentei...Tentei com todas as minhas forças...Mas quando me dei conta, já estavas dentro de mim...Me envolvendo, me tomando...Nem mesmo sei se era isso o que querias, mas foi assim que aconteceu...Por isso me recolho e me contento apenas em te olhar...Te admirar...Te adorar...E em meus sonhos...te pertencer...
§selena§

Escrito por §selena luar§ às 18h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Quem é você?

Quem é você que apareceu do nada e tomou conta da minha mente?
Quem é você que traz a tona meus desejos mais escondidos?
Quem é você?
Que faz meu coração bater apressado e me faltar o ar com sua presença?
Que faz as palavras sumirem de meus lábios?
Quem é você?
Quem é você que faz o chão sumir debaixo dos meus pés, me deixa vulnerável, sentindo coisas que pensei jamais pudesse sentir novamente?
Me deixa confusa e amedrontada...
Mexe com meus sentidos...
E sentimentos...
Quem é você?
Que faz com que me sinta menina...
Que me sinta mulher...
Que faz a vida pulsar novamente...
Quem é você?
Que distante se faz presente,
Que ausente se faz distante
E me deixa perdida...
Quem é você?
Que derruba minhas convicções, minha certezas...
E me faz dizer que
Eu abriria mão da eternidade para poder te tocar!!!
§selena*§


Escrito por §selena luar§ às 18h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Saudade

Saudade
Ai que saudade eu sinto de mim!
Saudade da ingenuidade
Do tempo em que tudo era belo, encantado
Saudade da minha alegria genuina
Do meu sorriso sincero
Saudade de sonhar...
Relembrar é reviver
Relembrar com saudade é sentir
Saudade gostosa
Saudade ruim
Faz rir e chorar
Faz ter vontade de fazer o tempo voltar
Mas o tempo é caminho sem volta
Só resta seguir em frente
Tendo a saudade no coração
e as lembranças na mente
§selena*§

 

Escrito por §selena luar§ às 18h04
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Garça triste

Eu sou como a garça triste que vive a beira do rio


 

As orvalhadas da noite me fazem tremer de frio


 

Me faz tremer de frio o medo da solidão


 

Esse vazio imenso que mora em meu coração.


 

Me faz tremer de frio a noite escura, sem luar


 

A saudade de quem fui, e que não vai voltar


 

Me faz tremer de frio essa dor imensa


 

que rasga meu peito


 

Essa falta de não sei o que


 

ou sei, quem sabe?


 

Me faz tremer de frio, voar sozinha


 

A procura de um ninho, um abrigo


 

Onde eu possa me aconchegar, descansar


 

Descansar da busca inútil


 

Descansar das mágoas,


 

Dos sonhos perdidos


 

Da desilusão


 

Ah quem me dera realmente ter asas e poder voar


 

Voaria pra bem longe


 

Pra uma estrêla, talvez


 

Quem sabe lá te encontraria...
§selena*§

Escrito por §selena luar§ às 18h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Quem é você?

Quem é Você


 

Simone


 

omposição: Isolda / Eduardo Dusek
Quem será que me chega


 

Na toca da noite


 

Vem nos braços de um sonho


 

Que eu não desvendei


 

Eu conheço o teu beijo,


 

Mas não vejo o teu rosto.


 

Quem será que eu amo


 

E ainda não encontrei


 

Que sorriso aberto


 

Ou olhar tão profundo.


 

Que disfarce será que usa


 

Pro resto do mundo.


 

Onde será que você mora


 

Em que língua me chama


 

Em que cena da vida


 

Haverá de comigo cruzar


 

Que saudade é essa


 

Do amor que eu não tive


 

Por que é que te sinto se nunca te vi


 

Será que são lembranças


 

De um tempo esquecido


 

Ou serão previsões


 

De te ver por aqui... então vem!


 

Me desvenda esse amor


 

Que me faz renascer.


 

Faz do sonho algo lindo


 

Que me faça viver.


 

Diz se fiz com os céus algum trato


 

Esclarece esse fato


 

E me faz compreender.


 

Esse beijo, esse abraço na imaginação


 

E descobre o que guardo pra ti


 

No meu coração


 

Mas deixa eu sonhar, deixa eu te ver.


 

Vem e me diz: quem é você

Escrito por §selena luar§ às 18h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese

Histórico